Fundação Itesp assina Termo de Autorização de Uso para a recuperação de uma nova área ambiental em assentamentos rurais

O responsável pela Diretoria Executiva da Fundação Itesp, Marco Silva, assinou nesta terça-feira (8) um Termo de Autorização de Uso para recuperação de mais uma área ambientalmente protegida em um assentamento rural do Estado de São Paulo.

Trata-se de uma área de 8,97 hectares no Assentamento Pirituba II – Área 1, no município de Itapeva. Serão plantadas pela GMA Consultoria e Empreendimentos LTDA, um total de 14.746 mudas de espécies nativas.

Esse trabalho da Fundação Itesp, em parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, faz parte das ações do Programa Nascentes, maior iniciativa já lançada pelo Governo de São Paulo na área ambiental.

A iniciativa visa a recuperar áreas de reserva legal, de preservação permanente e vegetações no entorno de rios, córregos, lagos e represas. Atualmente, estão sendo recuperados com esse trabalho 750 hectares em assentamentos rurais.

“A Fundação Itesp participa ativamente das ações do Programa Nascentes, desenvolvendo projetos de restauração ambiental nas áreas de APP e reserva legal dos assentamentos e disponibilizando áreas para a implantação de projetos de restauração ecológica, mediante o estabelecimento de parcerias com entidades governamentais e não-governamentais”, disse.

Durante a assinatura, Marco Silva estava acompanhado do diretor adjunto de Políticas de Desenvolvimento, Ivan Cintra Lima, e do gerente de Infraestrutura e Meio Ambiente, José Renato Avansini, ambos da Fundação Itesp.

Recuperação Ambiental

São diversas atividades em andamento para recuperação ambiental nos assentamentos rurais, entre eles  Asa Branca (24 hectares), Fusquinha (15,40 hectares), Laudenor de Souza (30 hectares), Nossa Senhora das Graças (26,33 hectares), Santa Tereza (35,65 hectares) e São Camilo (41,42 hectares), com recursos da parceria entre os MPF/MP-SP/CESP. Somando uma área total de 172,80 hectares de Área de Preservação Permanente (APP) com o plantio de 277.996 mudas, na Bacia do Pontal do Paranapanema.

Destaque para a recuperação ambiental com plantio de 374.080 mudas em 224 hectares em uma Área de Preservação Permanente (APPs) e Reserva Legal do Assentamento Santa Maria II, na Zona de Amortecimento da Estação Ecológica (ESEC) Mico-Leão-Preto, localizada no município de Marabá Paulista, na Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema.

Atualmente, a instituição conta com um banco de áreas a serem recuperadas em assentamentos estaduais localizados em 34 municípios do Estado de São Paulo, sendo que essas áreas disponíveis são acessíveis a todos interessados que queiram implementar projetos de restauração ambiental, inclusive àqueles que possuem compromissos ambientais junto à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e/ou Ministério Público.