Centro Digital é inaugurado no Assentamento Santa Rita 1 em Tupi Paulista pelo Governo de SP

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania e a Fundação Itesp, inaugurou nesta segunda-feira (9), o Centro Digital no Assentamento Santa Rita 1, no município de Tupi Paulista. O evento contou com a presença do prefeito Alexandre Tassoni Antonio, do vice-prefeito, Nedécio de Lázari, do deputado estadual Mauro Bragato, do diretor executivo da Fundação Itesp, Claudemir Peres, do presidente da Câmara Municipal, Sidnei Mantovani, e Francisco Torturello, diretor do Escritório Canal Direto + SP + Perto, representando o secretário do Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi.

O Centro Digital é equipado com internet banda larga, computadores, impressora, projetor multimídia, ar condicionado, bebedouro, mobiliário e material de consumo necessário. E dispõe de uma monitora para auxiliar no atendimento aos usuários e apoiar as ações desenvolvidas no local. O Assentamento Santa Rita 1 conta com 31 famílias assentadas.

A Fundação Itesp e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, mediante convênio com a FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), executa o Projeto RESES – “Centros Digitais e Cadeias Produtivas – Agregação de Tecnologia e Desenvolvimento Territorial”. Trata-se de um projeto de inclusão digital com o objetivo de promover o desenvolvimento territorial por meio de acesso a tecnologias de informação e comunicação, com a formação de uma rede de 16 Centros Digitais com acesso à internet na região do Pontal do Paranapanema. O projeto abrange 15 assentamentos distribuídos em 7 municípios do oeste paulista.

Segundo o diretor executivo da Fundação Itesp, Claudemir Peres, mais do que um meio de comunicação e lazer, o acesso dos centros digitais à rede mundial de computadores amplia as ferramentas de ensino e aprendizagem, viabilizando, por exemplo, cursos nas modalidades Educação a Distância (EAD) e capacitações em geral.

“Instalados em assentamentos, os centros digitais cumprem um papel fundamental no desenvolvimento pessoal, comunitário e econômico da população atendida. Feliz em inaugurar esse Centro Digital e espero que seja muito bem aproveitado pela comunidade”, concluiu.

Os centros digitais incrementam a economia local, na medida em que facilitam o acesso de agricultores a editais de comercialização e divulgação dos produtos da agricultura familiar, por meio do Programa Cultivando Negócios pelo site: http://www.cultivandonegocios.sp.gov.br. Ainda propiciam pesquisa de preço de insumos; emissão de guias eletrônicas para o transporte de animais (e-GTA). E tornam mais ágeis serviços públicos como agendamento de consultas no INSS, Poupatempo, aquisição de documentos e outros.

CENTROS DIGITAIS EM FUNCIONAMENTO

Esse é quinto Centro Digital em funcionamento. Os outros quatro centros estão localizados nos seguintes assentamentos:

– Assentamento Gleba XV de Novembro, Setor II, município de Rosana – monitoria Acessa São Paulo

– Assentamento Haroldina, município de Mirante do Paranapanema – monitoria Acessa São Paulo

– Assentamento Gleba XV de Novembro, setor IV – funciona conjuntamente com a classe descentralizada do convênio com o Centro Paula Souza, onde funciona o curso Técnico em Agropecuária.

– Assentamento Santa Zélia, município de Teodoro Sampaio – funciona conjuntamente com a classe descentralizada do convênio com o Centro Paula Souza, onde funciona o curso Técnico em Agropecuária.