Rodada de Negócios reúne mais de 200 pessoas durante evento com produtores rurais e empresas em Presidente Prudente

Mais de 200 pessoas, entre elas, produtores rurais dos assentamentos do Pontal do Paranapanema, empresários e autoridades estiveram presentes nesta segunda-feira (10), no Inova Prudente, em Presidente Prudente, na primeira Rodada de Negócios. A ação faz parte do Programa Cultivando Negócios, do Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania e Fundação Itesp.

O objetivo do evento foi colocar frente a frente agricultores dos assentamentos rurais da região e empresas cadastradas no programa para que eles comecem uma aproximação visando a comercialização dos alimentos e produtos oriundos da agricultura familiar.

“Estamos felizes com a quantidade de produtores e empresas que estiveram presentes. Mostra que o Cultivando Negócios está no caminho certo. Vamos levar esse programa para todos os assentamentos estaduais e comunidades quilombolas do Estado de São Paulo. Prazer enorme ver esses agricultores gerando renda e emprego no campo”, destacou Claudemir Peres, diretor executivo da Fundação Itesp.

“A instituição é responsável por intermediar esse contato direto e aproximar os lados para que negócios sejam concretizados. Queremos que os produtores rurais vendam seus alimentos e consigam escoar a produção”, completou.

Produtores rurais dos municípios da região que possuem assentamentos estiveram presentes expondo seus alimentos de diversas cadeias produtivas. Os representantes das empresas foram encaminhados pelos técnicos da Fundação Itesp para que conheçam os produtos e comecem uma possível negociação.

“É um evento importante para que a gente consiga mostrar aos agricultores que não conhecem a sericicultura a importância da atividade. O Portal do Cultivando Negócios vai ajudar para que a gente divulgue o trabalho com o bicho da seda em outras regiões que não atuamos ainda. É uma atividade voltada para os pequenos produtores rurais, não envolve uso de agrotóxicos e totalmente rentável”, falou Willian Ayita, da empresa Bratac Seda, única empresa nacional produtora de fios de seda.

“Essa Rodada de Negócios é muito útil para nós produtores rurais. Inclusive durante o evento encontrei dois compradores interessados em adquirir os meus produtos e ainda fiz vários contatos. Trabalho com a produção de coco e saio daqui hoje extremamente satisfeito”, contou Salvador Antônio de Souza, produtor rural do Assentamento Santa Vitória.

Para fortalecer a execução do programa, os compradores pessoas jurídicas que participaram do evento receberam do Governo do Estado de São Paulo o “Selo da Cidadania – Fortalecendo os Negócios do Campo”, que reconhece a contribuição das empresas ao desenvolvimento da produção agropecuária paulista e demonstra que os produtos oferecidos são oriundos do Cultivando Negócios.

“Eu vejo com bons olhos esse tipo de evento que foi formulado pelo Governo de São Paulo, por meio da Fundação Itesp. Fizeram o convite e fizemos questão de participar para ter esse contato direto com os pequenos agricultores. É o que necessitamos para a nossa rede de supermercados, produtos que saem direto da roça para a prateleira e depois para os nossos clientes com ótima qualidade. Queremos prestigiar os produtores que estão na nossa região e o trabalho da agricultura familiar”, disse Dario Maciel, representante da Rede de Supermercados Estrela.

CADEIA DO LEITE

Durante o evento produtores de leite tiveram a oportunidade de conhecer e fechar negócio com relação as novas técnicas de biotecnologias de reprodução com transferência de embriões com a empresa Condomínio Rural Canto Porto, que está cadastrada no Programa Cultivando Negócios. No mês passado representantes da empresa estiveram em Mirante do Paranapanema apresentando os trabalhos. Muitos produtores ficaram interessados em aderir essa nova tecnologia e estiveram no evento e fecharam contrato para iniciar os trabalhos de melhoramento genético.

A Fundação Itesp busca com a parceria alavancar a produção leiteira nos assentamentos estaduais. A média dos animais dos bons produtores de leite é de aproximadamente 15 litros por dia. Com esse melhoramento genético meta é passar de 20 litros por dia por animal.

CULTIVANDO NEGÓCIOS

O Programa Cultivando Negócios foi lançado recentemente pelo Governo de São Paulo, com o objetivo de potencializar investimentos nas regiões e estimular o comércio. O programa busca aproximar produtores rurais de assentamentos estaduais, comunidades quilombolas e compradores.

A plataforma digital pode ser acessada na internet pelo endereço www.cultivandonegocios.sp.gov.br. Ela permite que comprador e produtor possam se cadastrar e disponibilizar suas intenções de compra, no caso de empresários e comerciantes, e para o produtor, a quantidade de produto disponível que ele tem em estoque. Os negociantes podem trocar contatos e finalizar compromissos, levando mais valor aos produtos, gerando lucratividade e escoamento da produção.

O Cultivando Negócios visa gerar emprego, renda e desenvolvimento para todas as regiões do Estado de São Paulo, com o objetivo de aumentar a produção e criar novas tecnologias para os agricultores e comunidades quilombolas.

Somente em 2019, os produtores rurais, que tem assistência pela Fundação Itesp, comercializaram mais de R$ 310 milhões em todo o Estado, num universo pesquisado de 77,5%. Na região do Pontal do Paranapanema foram movimentados R$ 135 milhões, envolvendo 3.927 famílias de 19 municípios. No total a região possui 4.913 famílias. No Estado de São Paulo são 7.133 famílias em assentamentos estaduais.